Mara Silva

Poderia começar, por... O meu nome é Mara Cruz Silva, vivo com a minha filha e as minhas duas cadelas e tenho como objetivo ajudar famílias a viverem com tranquilidade e segurança com os seus cães, mas, como o meu percurso explica também o meu objetivo neste projeto, vou contar a história do início.

Nasci numa família onde os cães e os gatos não entravam em casa, mas adorava passar tempo na sua companhia. Quando me mudei com os meus pais para um apartamento, o simples desejo de ter cães e gatos em casa esfumou-se, pelas razões óbvias. Ainda assim, não parei com a minha cruzada de pedir um cão a cada oportunidade, como aniversários, natais, quando tirava boas notas, na Páscoa, enfim… em todos aqueles momentos que me pareciam perfeitos para concretizar o meu desejo... o que nunca aconteceu.

Perante a impossibilidade de ter um cão em casa, fui aproveitando todas as oportunidades para brincar e passear os cães e gatos dos meus amigos, sempre na esperança que, no ano seguinte, convenceria os meus pais a adotarem um para mim. Não tive sorte com o cão, mas consegui um gato. Mas a vontade de ter um cão nunca desapareceu!

Esta minha paixão por animais sempre esteve relacionada com a curiosidade que sempre senti à forma como eles – os animais – se sentiam, pensavam e agiam. Procurava ler e ver tudo o que conseguia sobre este tema.
Fui crescendo e o meu percurso profissional foi encaminhado para uma formação mais formal, porque treinar cães não colocava comida na mesa. Formei-me em Gestão de Recursos Humanos, entrei no mercado de trabalho, nesta área, mas o bichinho dos cães nunca morreu. Pelo contrário.

Fui procurando mais conhecimento e obtendo experiência. Iniciei a Ambar Pet Spa, em 2011, mas, estando em plena crise, rapidamente desisti do espaço físico que era dedicado a treino, fisioterapia, daycare, petsitting e grooming de cães e gatos e passei a trabalhar somente com treino e petsitting, com a Ambar Pet Care. Deslocava-me a casa das pessoas para as sessões individuais ou trabalhava em espaços de outras entidades para as aulas de grupo, como as Puppy Classes, realizando workshops dedicados ao tema da educação dos cães.

Mais tarde, com a PET – Pet’s Empathy and Therapy, dei sessões de esclarecimento em escolas para ajudar as crianças a comunicarem melhor com os seus cães e, a dada altura, decido juntar os dois projetos num só e, assim, nasceu a Pet by Mara Silva.

Quando fechei o meu espaço fisico, voltei ao mercado de trabalho “formal” e fui gerindo as duas atividades e aumentando a minha formação, que poderão conhecer com mais pormenor aqui (link). Rapidamente também percebi que o segredo para um bom resultado na educação dos cães reside na melhor forma de chegar aos humanos e, por isso, a minha formação passa pelo coaching, pela PNL, pelas atividades assistidas por animais, pela certificação em instrução online, para além dos vários cursos de treino de cães. Acho que nunca vou deixar de querer saber mais, tanto para comunicar melhor com as pessoas, como para melhorar as técnicas a usar na educação dos cães.

Regressando ao meu passado com cães, para explicar porque este projeto foi construido para se dedicar a famílias que integram os seus cães na rotina familiar, vou contar o que me aconteceu quando, finalmente, tive o meu primeiro cão, já na minha própria casa. Queria que ele fosse o cão mais feliz do mundo! Como podes imaginar, as minhas expectativas estavam muito altas e depressa percebi que o que sabia não chegava para atingir o meu objetivo. Não entendia muitas das reacções do meu Puá, muitos dos seus medos eram totalmente incompreensíveis para mim. Sim, porque nada melhor para nos fazer aprender do que um bom desafio!

Naquela altura, há mais de 12 anos, muitos dos conselhos que me davam eram para corrigir o comportamento através de métodos que não me faziam sentido. Não queria zangar-me com o meu cão quando já o sentia assustado, por isso procurei saber mais sobre os sinais que o meu cão me dava, quando estava nervoso.

Na verdade, passei a observar o meu e todos os outros cães. Comecei a perceber como ajudar o meu cão e passei também a ajudar outras pessoas a compreenderem melhor os seus cães.

dog, terrier, pet

Confesso que, muitas vezes, sou mal interpretada quando tento dizer às pessoas os sinais que identifico nos seus cães e aquilo que podem significar, porque as pessoas encaram isso como se eu conhecesse melhor os seus cães que elas próprias e, de facto, não é nada disso que se trata. Simplesmente, sou muito observadora e o meu olhar está treinado para ver os sinais subtis que os cães nos transmitem.

Esta incompreensão, levou-me a ficar calada durante algum tempo e a não dar qualquer informação sobre o que estava a ver, pois não queria ser mal interpretada. Contudo, agora percebo que, se houver mais pessoas a conhecer o modo como os cães comunicam entre eles e connosco, posso tornar a relação entre eles e os seus donos muito mais feliz. E eu sou também muito mais feliz!!

Quando a minha filha nasceu, foi necessário “apresentar” o meu cão ao novo elemento da família e isso trouxe-me uma série de desafios. Apercebi-me que, do ponto de vista do cão, um bebé de colo, um bebé que gatinha ou o que dá os primeiros passos, podem ser seres completamente diferentes. E, por isso, não nos podemos limitar a apresentar o bebé quando chega a casa, precisamos ensinar o nosso cão a entender como interpretar cada nova fase, não a sentindo como uma ameaça.

Por outro lado, é também necessário ajudar a criança a perceber que o cão não é um dos seus brinquedos, mas sim um potencial amigo e companheiro desde que se respeitem e aprendam a brincar adequadamente.

Quando a minha filha chegou, descobri rapidamente que treinar um cão é completamente diferente quando juntamos à equação uma criança, independentemente da idade, mesmo para quem já tem experiência em treinar / educar cães.

Ao longo dos anos, fui percebendo que a ajuda dada a pais com cães e crianças em casa se focava em “os cães não podem”, “os cães têm…”, “controle o seu cão…” ou, por outro lado, “o seu filho não pode…”, “o seu filho tem…”, etc.. Como mãe, sei que o que quero é viver num lar em que exista tranquilidade e segurança para todos os elementos da família, cães incluídos, claro e isto ainda torna este meu projeto mais especial, porque acredito que é isto que todas as mães e pais querem também!

Seja através de programas individuais, como as mentorias, seja através dos cursos online, ajudar pessoas a descobrir o momento certo para ter um cão e qual o tipo de cão que se adaptará melhor ao seu estilo de vida; descobrir a melhor forma de integrar um cão na sua casa e melhorar a interacção entre humanos e cães, com especial incidência na interacção com bebés e crianças é o meu objetivo, garantindo que, em todo este processo, existe respeito pelo ritmo de cada um e pelo bem-estar de todos, utilizando técnicas que não recorrem ao uso de força (force free training) e não criem frustração e ansiedade.

Precisas de ajuda?